Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Outras Greves 2014 Fasubra
Greve da Fasubra: trabalhadores ocupam reitoria da UnB
Outras Greves 2014 - Fasubra
Publicado por Mário Júnior - Ter, 01 abr. 2014 16:38

Em greve desde o dia 17 de abril, os técnico-administrativos das universidades federais brasileiras realizam nesta terça-feira (01/04) um Dia Nacional de Lutas da categoria, com os objetivos de dar visibilidade ao movimento; denunciar a precarização e o arrocho salarial do governo Dilma contra a categoria; e avançar em pautas locais, sobretudo em IFES em que as gestões estejam atacando o movimento.

Todo um conjunto de ações está sendo desenvolvido nas principais cidades brasileiras, como o fechamento de ruas, a realização de atos públicos, de assembleias e as ocupações de prédios, como ocorre hoje na sede da reitoria da Universidade de Brasília (UnB) assista aqui o vídeo do momento da ocupação, na manhã de hoje.

O comando local de greve do Sintfub e o comando nacional de greve da Fasubra estão, neste momento, em grande atividade de mobilização, onde ocupam as dependências da reitoria e denunciam diversos ataques do reitor Ivan Camargo contra o movimento paredista, fatos estes que motivam a ocupação do prédio.

Entre estes ataques estão a intensificação da presença da polícia militar nos campi da UnB como forma de coagir o movimento, sobretudo pelo histórico de abusos cometidos pelos militares em contenções de protestos da juventude e da classe trabalhadora (inclusive os mais recentes). Enquanto nossa reportagem esteve no campus para registrar a ocupação da Fasubra, várias viaturas da polícia militar foram presenciadas. Uma delas foi fotografada e os policiais chegaram a descer do veículo abruptamente e questionar o motivo do registro fotográfico pela assessoria do SINASEFE.

O reitor também entrou na Justiça com um interdito probitório contra o fechamento de qualquer prédio pelos técnico-administrativos em greve; abriu uma sindicância para apurar o fundo de greve recolhido historicamente pelo movimento, como tentativa de inviabilizar uma arrecadação legítima dos sindicatos para financiamento de lutas e enfrentamentos; e iniciou uma suspensão na flexibilização das 30 horas semanais dos TAE.

Cartazes, carro de som, trabalhadores com matracas e muita disposição do movimento em evidenciar a luta e a greve contra o governo dão o tom da reitoria da UnB. Os 50 anos do golpe de 1964 estão sendo relembrados com muita luta pelos companheiros da Fasubra e o SINASEFE os saúda e oferece todo apoio e solidariedade ao movimento paredista dos técnico-administrativos das universidades federais, que tem levantado as mesmas bandeiras que nosso Sindicato Nacional possui.

A reitoria da UnB segue ocupada e logo mais os trabalhadores avaliarão a permanência ou não do movimento no prédio. Veja aqui a matéria sobre a ocupação publicada pelo Correio Braziliense e confira abaixo algumas fotos da ocupação: