Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias
SINASEFE cobra ao MEC solução ao golpe no IF Baiano
Publicado por Mário Júnior - Qua, 15 jan. 2014 18:49

alt

A democracia interna do Instituto Federal Baiano sofreu ontem (14) um duro golpe por parte do Conselho Superior (CONSUP), que decidiu, por oito votos a quatro, com duas abstenções, pela não homologação do candidato vencedor nas eleições para Reitor da IFE, frustrando e levando à insatisfação os/as servidores/as e discentes do IF Baiano pela maneira equivocada com que foi referendado tal ato.

O SINASEFE, representado pelo Coordenador Geral Shilton Roque e pelo membro da Direção Nacional Ângelo Cássio, se reuniu na tarde de hoje (15) com o Diretor de Desenvolvimento da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Aléssio Trindade, para levar até o Ministério informações sobre a crise que se estabeleceu no Instituto devido ao golpe, assim como também apresentar nossa posição e cobrar uma solução imediata ao problema.

Foi frisado pelo nosso Sindicato Nacional todo o incômodo que se gerou por conta de uma eleição, decidida por ampla maioria de votos, ter seu resultado não homologado levando-se em conta um parecer externo à IFE e desconsiderando o próprio parecer da Comissão Eleitoral, que validou o pleito e seus procedimentos. A representação do MEC, responsável pela condução da reunião do CONSUP de ontem, também foi denunciada por atitude tendenciosa no processo.

Desde ontem, imediatamente após a decisão pela não homologação, que os/as trabalhadores/as do IF Baiano participam de assembleias para debater o problema e a construção de uma greve tem sido foco do movimento. Os/as estudantes, ao tomarem conhecimento do resultado do CONSUP, abandonaram as aulas e se dirigiram às assembleias que ocorreram em todos os campi da IFE, unindo-se ao movimento em defesa da autonomia e democracia da autarquia.

Após o recebimento das informações do SINASEFE, o Diretor do MEC afirmou que já tomou conhecimento do caso e o levou ao Ministro da Educação, Aloísio Mercadante. O MEC aguarda, no momento, a chegada do Processo até o Ministério para conhecê-lo como um todo e inserir sua posição, o que deve ocorrer até a próxima semana – prazo estabelecido por Aléssio Trindade.

Após nova rodada de questionamentos do SINASEFE, o próprio Diretor afirmou que tal situação é reprovável do ponto de vista da democratização das IFEs e ruim para o Instituto e para a Rede Federal como um todo, garantindo que, ao observar o Processo, a postura do MEC será de respeito à palavra da Comissão Eleitoral que conduziu o processo, garantindo sua soberania e a legitimidade da escolha democrática da comunidade acadêmica.

O SINASEFE, assim como nossa base do IF Baiano, conduz seu total repúdio e indignação à decisão do CONSUP, plenamente questionável do ponto de vista jurídico-político e, também, uma afronta ao amadurecimento da nossa democracia. Colocamos-nos, neste momento, totalmente solidários aos/às trabalhadores/as e estudantes do IF Baiano e apoiaremos a decisão que a base tomar a partir de suas assembleias – seja ela por uma imediata deflagração de greve, seja ela por um período de mobilização até a posição do MEC ser exposta de modo oficial.

Manteremos contato constante com o Ministério da Educação e esperamos de seus representantes o mínimo de bom senso para tomar a única posição passível de aceitação: a homologação do resultado da eleição que expressa a vontade da base sobre quem deve ser seu próximo gestor.

Confira fotos da reunião de hoje entre SINASEFE e MEC:

alt

alt

alt

alt

alt

alt

alt

alt

alt

alt

Última atualização em Sáb, 18 jan. 2014 15:51