Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias
Vencemos a primeira batalha em defesa do nosso direito de greve!
Publicado por Mário Júnior - Qui, 07 nov. 2013 17:12

alt

O SINASEFE participou hoje, junto com outras entidades classistas, do ato que impediu que a minuta relatada pelo Senador Romero Jucá (PMDB-RR) que conclui pela elaboração de um PL a ser enviado à Câmara, o qual limita o direito de greve dos servidores públicos, fosse posta em votação - Leia aqui o relatório preliminar da nossa Assessoria Jurídica acerca do novo PLS.

Cerca de 100 trabalhadores lotaram o Plenário 3 do Senado Federal (Ala Senador Alexandre Costa) e ergueram cartazes em defesa do direito de greve dos servidores públicos. Ao chegarem ao local da audiência e perceberem o espaço tomado pelos servidores, os senadores retardaram o início e, posteriormente, suspenderam a mesma para o próximo dia 20, às 13 horas.

Em atitude incoerente e cínica, o Senador Romero Jucá informou estar "aberto ao diálogo e às contribuições" das categorias do serviço público à sua redação. Fato é que ela foi escrita sem convite e/ou consulta aos servidores, e ainda desconsiderando as discussões realizadas acerca do tema nos últimos três anos. Porém, diante da reprovação dos trabalhadores ao seu "trabalho", o Senador covardemente se escondeu por trás deste "argumento".

Essa vitória dos trabalhadores, que retardou o ataque do governo ao nosso direito de greve, deve ser comemorada e divulgada às bases, mas ela é somente parcial e ainda longe de ser completa. A luta continuará até que o PL seja rejeitado em definitivo! Dia 20 a nossa mobilização precisa (e vai!) ser ainda maior. O SINASEFE convoca suas bases a se fazerem presentes no Senado, no próximo dia 20, e indica que até lá intensifiquemos o contato com os Senadores nos estados, cobrando a rejeição a este ataque.