Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias
Trabalhadores do IFPA denunciam situação caótica do campus Altamira
Publicado por Mário Júnior - Qui, 26 set. 2013 22:24

Após uma rodada de Seminários Regionais de Precarização do SINASEFE (em breve um relatório sobre a situação caótica de nossas unidades de ensino estará disponível em nosso site), nosso sindicato vem tornar pública uma grave denúncia dos trabalhadores do Instituto Federal do Pará (IFPA) - campus Altamira.

alt

A unidade de ensino funciona num prédio que está condenado desde abril deste ano, ameaçando desabar a qualquer momento, e devido a certas barreiras burocráticas que a gestão não se esforça em dissolver, visto que o próprio Reitor declara - segundo os servidores - que dentro de dois anos irá se aposentar e deseja "ir à praia" ao invés de tomar decisões que possam comprometer sua aposentadoria (uma situação constrangedora para ele mesmo, pois como um dirigente máximo de um Instituto Federal pode continuar em seu cargo omitindo-se de tomar decisões de caráter emergencial?), o cenário que se desenha é o do fechamento do campus.

Sem perspectivas de continuidade, toda a comunidade acadêmica (professores, técnicos-administrativos e estudantes) unificou a luta em defesa do campus, que é de suma importância para a população de Altamira e para a estabilidade de muitos trabalhadores, que veem com incerteza sua permanência no serviço público federal devido à ameaça de remanejamento. Uma das pautas do movimento é a abertura de processo seletivo, tendo em vista que no final de 2013 todas as turmas existentes terão concluído suas atividades e o campus (que de 11 cursos previstos, só possui três em funcionamento) ficará sem estudantes, consolidando o fim de suas atividades educacionais.

Veja neste vídeo a situação angustiante que o campus vivencia, enquanto - de um lado - trabalhadores lutam por melhorias e do outro a gestão se esconde num discurso inverossímil, que busca negar a existência de problemas tão graves e evidentes.

Veja também:

1. Laudo do corpo de bombeiros sobre a condição do prédio do campus

2. Ata da reunião dos servidores e alunos do campus Altamira com representante do Governo Federal

Última atualização em Qui, 26 set. 2013 23:15