Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias
Sinasefe repudia atos de violência na Bahia

Diante dos atos violentos contra indígenas no sul do estado da Bahia, em que o professor Edson Kayapó, do Instituto Federal daquele estado (IFBA), sofreu represálias de cunho racista e ainda foi covardemente espancado, o Sinasefe externa profundo repúdio a tal tipo de abuso e presta solidariedade ao docente.

Os fatos

No último dia 6, três professores de Licenciatura Intercultural Indígena foram abordados violentamente por capangas de fazendeiros, quando passavam pela região de São José da Vitória. Os criminosos disseram: "tem um índio no carro!"; então expulsaram os docentes do veículo do IFBA com requintes de ódio e mediante agressões. O professor de história, Edson Kayapó, teve que seguir em um táxi visto que o socorro policial da guarda nacional lhe foi negado.

Ainda assim, o veículo comercial também foi interceptado, quando o professor foi vítima de um espancamento e submetido a interrogatório sobre sua descendência indígena, além de ter sido ameaçado de morte com uma arma de fogo apontada para sua cabeça. Mediante nenhuma providência das autoridades locais para sua proteção, Edson se escondeu e conseguiu publicar as denúncias em rede social.

Violência contra indígenas

No município de Buerarema, os índios Tupinambás lutam pela demarcação das suas terras tradicionais a revelia dos fazendeiros e latifundiários da região, que fazem publicidade alarmante contra os indígenas. Tal situação tem gerado um clima de terror nos moradores, já resultando na morte de pelo menos um indígena no dia 3 de setembro.

O veículo do Instituto foi encontrado, posteriormente, queimado em rodovia próxima a cidade e as aulas de alguns campi do IFBA, como Campus Porto Seguro, foram suspensas na tentativa de evitar mais atentados racistas.

O Sinasefe se coloca solidário no combate a esses atos desumanos, unindo-se às Seções Sindicais do estado em proteção aos direitos indígenas e de outras minorias. Não serão admitidas ações contra a vida e quaisquer situações semelhantes deverão ser relatadas para auxílio deste Sindicato.