Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias
Servidores públicos pressionam Supremo a anular a Previdência de 2003 e torna 12 de junho o "Dia Nacional de Lutas" em todo país

Os milhares de assinaturas pela Anulação da Reforma da Previdência de 2003 recolhidas por trabalhadores de todo o Brasil serão entregues em frente ao Supremo Tribunal Federal – STF amanhã (12 de junho) pelo Sinasefe em ação conjunta com as entidades integrantes do Fórum dos Servidores Públicos Federais - SPF. Este é a resposta da sociedade que exige o fim da previdência exploratória, que além de tudo é produto vindo de um dos maiores esquemas de corrupção que o Brasil já vivenciou: o "mensalão". Como deliberação da Plenária dos SPF, amanhã também será o dia de unificar as lutas contra os ataques do governo a nível estadual, oportunizando a defesa de lutas dos segmentos e categorias no Dia Nacional de Lutas. Algumas das bandeiras reforçadas será a Campanha Salarial 2013 e contra o retorno do PLP 092 que ameaça mais uma vez a privatização do serviço público do país, entre outras.

Em reunião realizada ontem, 10 de junho, as entidades membros do Fórum dos SPF definiram últimos ajustes para o Dia Nacional de Lutas e para o Ato Político/Público em frente ao STF. Os servidores elaboraram documento formalizando a posição da população trabalhadora que destaca a invalidade da previdência que só se tornou lei por meio de compra de votos de deputados. Julgamentos comprovaram a sujeira da Emenda Constitucional 41 (texto legal regulamenta a Reforma da Previdência de 2003), por meio de processo que tramita no entre os magistrados do STF, nominada Ação Penal 470.

O Sinasefe solicita que as listagens de assinaturas pela Anulação da Reforma da Previdência recolhidas em nossas Seções Sindicais sejam encaminhadas até às 10h desta quarta-feira (12), bem como convida os trabalhadores a marcarem presença no Ato (em Brasília) que pressionará os ministros a receberem o documento e as assinaturas, a partir das 14h.

Os trabalhadores também estão convocados ao trabalho estadual de panfletagem e mobilização a favor das bandeiras de lutas da nossa categoria que será integrado ao Dia Nacional de Lutas. Envie as informações e fotos dos Atos para o Sinasefe Nacional pelo e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

Confira as atividades já confirmadas pela CSP-Conlutas:

Em São Paulo, capital, o Fórum de Entidades dos Servidores Públicos Federais de SP vai realizar um ato em frente ao Hospital São Paulo, Rua Napoleão de Barros, 771 – Vila Mariana, às 11 horas. A categoria vai exigir a anulação da reforma da previdência de 2003, e a revogação da criação da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBESRH). O ato faz parte da campanha salarial dos SPFs e reunirá servidores da Administração Pública, Judiciário, Professores, Técnicos Administrativos das Universidades Federais e estudantes.

Em Minas Gerais, Belo Horizonte, a atividade será às 14h30 na Praça Sete. Na atividade será panfletado um manifesto para a população.

No Rio de Janeiro, capital, também haverá panfletagem, às 14h, juntamente com servidores municipais, que, organizados pelo Sepe ((Sindicato Estadual dos Profissionais em Educação de RJ), farão uma paralisação com ato em frente à Câmara Municipal. Além disso, também será feita uma panfletagem em frente ao Palácio Guanabara em conjunto com o ato dos servidores das escolas técnicas estaduais do Rio, ligados ao SINDPEFAETEC SINDPEFAETEC (Sindicato dos Profissionais de Educação da Fatec), e que estão em greve desde maio.

No Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, haverá panfletagens no Banrisul e na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Ambas pela manhã. Em Canoas, a panfletagem será feita junto à categoria metalúrgica.

No Ceará, pela manhã, haverá uma paralisação de duas horas com ato, em um dos terminais de ônibus da cidade. Também pela manhã, haverá ato dos servidores federais e municipais no centro da cidade.

*Com informações de CSP-Conlutas