Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias
Nulidade da Reforma da Previdência já!

alt

Assim que o Supremo Tribunal Federal – STF, julgou procedente a denuncia do MENSALÃO, comprovando que parlamentares de diversos partidos políticos receberam propina para votar favoravelmente ao governo em diversas matérias, entre elas, a Reforma da Previdência, então o SINASEFE aliou-se a todos trabalhadores do Brasil e a CSP-Conlutas, para iniciar Campanha Nacional pela Nulidade da Reforma da  Previdência.

É essencial recordar que esta reforma retirou direitos dos trabalhadores, entre eles, o direito a aposentadoria com salário integral, ou seja, todos os trabalhadores públicos federais que ingressaram no serviço após 2003, não tem mais o direito de aposentadoria com seu salário integral.

Esta Campanha que cresce em todo país, já une diversas entidades que exigem a anulação da reforma da previdência. Esta matéria já chegou ao STF através de três ações diferentes com o mesmo objetivo: exigência da nulidade. Ações estas que têm a como relatora a ministra do STF, Cármen Lúcia, que na semana passada solicitou que o Congresso Nacional preste informações sobre a votação da reforma da Previdência, no prazo de dez dias contados a partir do dia 20 de fevereiro (antes do julgamento final).

O SINASEFE acredita que a Reforma da Previdência foi um dos maiores ataques ao direito dos trabalhadores dos últimos 20 anos, é importante lembrar que o governo FHC (PSDB) tentou por diversas vezes aprovar uma previdência de interesses pessoais e capitalistas no Congresso Nacional e teve, naquela época, o PT e a CUT como principais movimentos de resistência dos trabalhadores para que tal reforma não fosse aprovada.

Entretanto desde que o Sr. Lula da Silva chegou a presidência, pelo PT e se beneficiando da conivência da CUT, houve a massiva traição das categorias trabalhistas, com a aprovação da reforma injusta e advinda de um processo corruptivo (compra de votos de parlamentares) conhecido popularmente como “mensalão”, apesar da grande resistência dos servidores públicos federais.

Para o SINASEFE é importante que aproveitemos o momento em que a discussão volta para a sociedade e participemos ativamente da campanha pela NULIDADE DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA, uma das bandeiras da plataforma de lutas da Marcha a Brasília que envolverá movimentos trabalhistas, de juventude e aposentados no dia 24 de abril deste ano.

Orientamos a nossas bases que façam atividades, tais como: debates, atos, façam divulgação por meio de panfletos, cartazes, etc. para que nossa categoria se envolva na campanha.

Para acompanhar os passos desta campanha, acesse os sites: www.auditoriacidada.org.br, www.cspconlutas.org.br.