Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Greve do Sinasefe Notícias
GOVERNO CEDE E RECEBE TRABALHADORES EM GREVE
Publicado por imprensa - Sex, 20 jul. 2012 12:22

alt

Dependendo de episódios midiáticos e estratégias do marketing como peças fundamentais para tentar iludir os servidores públicos e a sociedade, o governo toca a educação como estorvo ante a área econômica, tendo em vista seu planejamento e perspectivas futuras. Os servidores públicos em greve ocuparam na manhã de quinta-feira (19) a sede do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão em Brasília, após 5 horas de interrupção dos trabalhos naquele Ministério. A pressão de um grande piquete do movimento levou representantes da Presidenta Dilma receber a comissão dos trabalhadores que reivindicavam a retomada imediata das negociações com os servidores públicos federais em greve.

Ao centralizar na Ministra do Planejamento, Miriam Belchior, as negociações sobre a greve dos servidores públicos federais de todas as categorias, a estratégia da presidente Dilma Rousseff foi desviar do Palácio do Planalto o foco dessa agenda negativa.

As representações dos sindicatos nacionais: SINASEFE, ANDES, FASUBRA e CONDSERF, além do Comando Nacional da Greve Estudantil e vários dirigentes das Centrais Sindicais CSP – CONLUTAS, CUT e CTB, foram recebidos pelo secretário executivo do MPOG, Sr. Walter Correia e o Secretário das Relações do Trabalho do ministério e coordenador das mesas de negociação do governo, o Sr. Sérgio Mendonça.

A CSP – CONLUTAS, afirmou a importância do movimento dos servidores destacando a Marcha e a manifestação pacífica realizada durante todo o dia de hoje, onde o Ministério do Planejamento foi cercado por um grande piquete denominado “Negocia Dilma”, objetivando sensibilizar a Ministra Miriam Belchior para as negociações. Foi visível a adesão e crescimento do movimento grevista em todo país, exigindo que o governo mude o tratamento com seus servidores.

Os membros da direção do SINASEFE registraram o descontentamento dos trabalhadores com a forma que o governo vem tratando a greve, pois o mesmo não responde as reivindicações e usa a mídia para expor a sua proposta como fato consumado de reajuste aos docentes. Na última rodada de negociações, mesmo sem o término da reunião, os Ministros da Educação e Planejamento já estavam dando entrevistas sem sequer saber da resposta dos trabalhadores.

Foi denunciado ainda o uso dos sites dos IF’s para divulgação de tais propostas do governo usando métodos não aceitáveis, como a exigência de trabalhadores em greve para publicação de informações do governo.

Feito os registros de denúncias do comportamento do governo, os representantes sindicais por unanimidade pediram o reinício das negociações com o governo. Os servidores pedem uma reunião com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, para discutir as três principais reivindicações da categoria: implantação do plano de carreira, melhores condições de trabalho e reajuste salarial. E mais uma vez o governo Dilma mostra seu lado truculento e não abriu nenhuma concessão aos trabalhadores.


Sem Novidades


O Secretário Executivo do MPOG, Sérgio Mendonça, reafirmou todas as posições do governo, sem apresentar qualquer resposta aos trabalhadores, e apenas marcou para o dia 31 de julho, como data de conversações e não garantiu que todos os servidores seriam contemplados em uma nova proposta de reajuste salarial.

Disse que já vinha com as mesmas proposições das negociações apresentada no mês de março com os demais trabalhadores e que a única exceção seria para os docentes, que se encontra com negociação em curso, reafirmando o compromisso de receber na próxima segunda feira (23), a comissão de negociação do SINASEFE.

O Sindicato Nacional dos Servidores Federais de Educação Profissional e Tecnológica – SINASEFE, mais uma vez afirmou para os representantes do governo que é a entidade que representa docentes e técnico-administrativos e que não assinará nenhum acordo com o governo que não contemple as duas categorias.



COMANDO NACIONAL DE GREVE

SINASEFE