Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Greve do Sinasefe Notícias
SUSPENSÃO DA EFETIVAÇÃO DE MATRÍCULA EM JUIZ DE FORA
COMUNICADO À POPULAÇÃO

 

Desde o dia 13 de junho de 2012 a Seção Sindical do SINASEFE Juiz de Fora se incorporou ao movimento de luta ampliado que começou a se desenhar no cenário nacional a partir da deflagração da greve dos docentes – iniciada em 17/05 – e que tem como bandeira maior “a educação pública, gratuita, laica e de qualidade socialmente referenciada”.

Nesses mais de 30 dias de paralisação das atividades no âmbito do câmpus Juiz de Fora, sempre respeitando o mínimo legal de prestação dos serviços à comunidade escolar, temo-nos deparado com a intransigência e a falta de vontade política do Governo Federal em negociar as demandas coletivas e, ainda, com a tentativa de aplicação de instrumentos coercitivos para intimidar a luta dos trabalhadores.

Desse modo, os servidores técnico-administrativos do câmpus Juiz de Fora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais vêm comunicar à população a SUSPENSÃO da efetivação das matrículas dos candidatos aprovados no Processo Seletivo 2012 – 2º semestre.

Ressaltamos que os candidatos aprovados devem ficar atentos ao andamento do movimento grevista e às informações que serão futuramente divulgadas acerca do novo período de matrícula, que será definido tão logo as atividades sejam retomadas.

Informamos, ainda, que o Comando Local de Greve manterá seu funcionamento até às 19 horas no período de matrícula estabelecido no edital de abertura do Processo Seletivo supra mencionado (do dia 17 ao dia 20 de julho) para quaisquer esclarecimentos. A partir do dia 23 de julho, o CLG funcionará de 08 às 16 horas, para atender, EXCLUSIVAMENTE, os serviços essenciais e as necessidades inadiáveis da comunidade.

Por fim, solicitamos a compreensão da comunidade para com as razões que norteiam o movimento grevista e contamos com o apoio na luta pela melhoria das condições de trabalho, bem como as demais reivindicações, como estipulação da data-base, revisão geral da carreira, destinação de 10% do PIB para a educação, dentre outras, que visam a garantia de oferta de um ensino público, gratuito e de qualidade.

Juiz de Fora, 16 de julho de 2012.

COMANDO LOCAL DE GREVE