Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Greve do Sinasefe Notícias
Governo chama negociação com os docentes
Publicado por Ascom Sinasefe - Sex, 13 jul. 2012 14:17

Ontem (12/07/2012), o governo através da Comissão de Negociação coordenada pelo STR do MPOG convidou o SINASEFE para uma audiência de negociação na mesa dos docentes a ser realizada na tarde de hoje. É bem provável que o cenário discutido na nossa última PLENA, onde o governo apresentaria uma proposta só para os docentes, seja concretizado.

O SINASEFE que já tem posição de PLENA se fará presente nesta mesa de negociação defendendo os interesses dos docentes da carreira EBTT. Entretanto, deixando claro para o governo que por melhor que possa ser a proposta não assinaremos acordo de fim do nosso movimento grevista caso não seja apresentada uma proposta para os técnico-administrativos.

Nosso movimento entra agora no momento muito importante, pressionado pelas grandes mobilizações da greve da educação federal o governo tenta quebrar o movimento negociando uma proposta apenas para os docentes, considerando que isso é o suficiente para recolocar os estudantes em sala de aula. Diante desta ameaça temos algumas tarefas importantes a fazer:

  1. Ampliar, ainda mais, nosso movimento grevista parando os campi que ainda não paralisaram, bem como envolver setores dos trabalhadores que ainda não aderiram ao movimento grevista a paralisar suas atividades.
  2. Ampliar nossa unidade de trabalhadores em educação construindo nos estado ações que dialoguem com a sociedade e aumente entre nós nossa solidariedade.
  3. Não podemos deixar a educação federal recuar do seu movimento paredista enquanto todos os setores que fazem a educação sejam contemplados.

Para nós do SINASEFE, sindicato representativo dos trabalhadores da educação das escolas federais (docentes e técnico-administrativos) a GREVE DA EDUCAÇÃO não se resolve com uma proposta apenas para docente, a esta manobra do governo responderemos com avanço do nosso movimento grevista em lugares que ainda não conseguimos chegar.