Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias
Greve Geral 05/12: Direção Nacional reforça chamado à adesão
Publicado por Ascom Sinasefe - Qua, 29 nov. 2017 16:12

A Direção Nacional do SINASEFE reforçou nesta quarta-feira (29/11) seu chamado de adesão à Greve Geral convocada pelas centrais sindicais para a próxima terça-feira (05/12). Para o colegiado, "é preciso a mais ampla mobilização para derrotar a Reforma da Previdência, os demais ataques ao funcionalismo e à classe trabalhadora". A orientação é que as Seções Sindicais organizem um forte dia de greve na Rede Federal. Logo, a realização de assembleias, reuniões setoriais, plenárias regionais e/ou atividades de mobilização com os movimentos sindical, popular e estudantil será fundamental.

Esta será a terceira Greve Geral convocada pelas Centrais Sindicais neste ano. As paralisações anteriores, em 28/04 e de 30/06, ambas com forte mobilização dos trabalahdores organizados no SINASEFE, demonstraram a disposição de luta da classe trabalhadora, após várias décadas sem movimentos paredistas desta amplitude.

Confira a íntegra da Nota da Direção Nacional (em PDF aqui):

GREVE GERAL: VAMOS PARAR O BRASIL DIA 5 DE DEZEMBRO!

As centrais Sindicais, reunidas em São Paulo no dia 24 de novembro convocaram suas entidades filiadas a realizarem no dia 5 de dezembro uma greve geral contra a Reforma da Previdência, a qual Temer anuncia votação para a primeira semana de dezembro, dando aos trabalhadores e trabalhadoras como "presente de Natal" o fim da aposentadoria. Não vamos deixar isso acontecer, vamos parar o Brasil!

Assim, a Direção Nacional do SINASEFE, conforme as várias deliberações de plenárias ocorridas neste ano, em especial a 152ª PLENA, convoca as Seções Sindicais a realizarem no dia 5 de dezembro um forte dia de greve em suas bases, somando-se às lutas da classe trabalhadora.

Nesse dia, precisamos que as centrais sindicais façam de fato uma greve geral tão ou mais forte que aquela realizada no dia 28 de abril, uma das maiores da classe trabalhadora brasileira.

É preciso a mais ampla mobilização para derrotar a Reforma da Previdência, os demais ataques ao funcionalismo e à classe trabalhadora. Para tanto, orienta-se que as seções sindicais realizem assembleias, reuniões setoriais, plenárias regionais e atividades de mobilização com todos os movimentos sindicais, populares e estudantis que queiram realizar essa greve geral e lutar por nossos direitos. Toda a unidade neste dia será fundamental para nossa vitória.

Todos e todas às ruas com as nossas bandeiras:

  • Contra a Reforma da Previdência;
  • Pela revogação da Reforma Trabalhista e das leis de terceirização;
  • Pela revogação da Emenda Constitucional nº 95, que congela investimentos em áreas sociais e sucateia os serviços públicos;
  • Pela retirada de todos os projetos de lei e medidas provisórias que atacam os direitos do funcionalismo público.
  • Pelo arquivamento do PLS 116, que prevê a demissão de servidores públicos estáveis;
  • Pela revogação da MPV 805, que congela reajuste salarial de servidores públicos e eleva a contribuição previdência de 11% para 14%;
  • Suspensão do pagamento e auditoria com participação popular da dívida pública para garantir serviços públicos de qualidade à população.

Direção Nacional do SINASEFE

Downloads
Conteúdo relacionado
Última atualização em Sex, 01 dez. 2017 02:06