Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias
Parabéns a todos pelos 23 anos de lutas do SINASEFE

Editorial Boletim nº490

Hoje, quando o SINASEFE completa 23 anos de existência, devemos olhar para trás e visualizar tudo aquilo que os Trabalhadores (as) da Rede Federal de Educação Básica, Profissional e Tecnológica construíram. E foram muitas as conquistas e avanços, podem acreditar.

Passamos por mais uma greve, e somamos com 2011 mais um ano de luta em defesa dos nossos direitos e da própria Rede que ajudamos a manter viva ao longo de todo século passado e na primeira década desse século.

Precisamos buscar essas lembranças e exemplos, para que possamos construir as nossas lutas para o início desse próximo ano. Sabemos que é um espaço bem curto que teremos pela frente, mas com certeza não nos resta outra coisa a fazer senão organizar o Sindicato e a categoria para os enfrentamentos que virão.

Sabemos das dificuldades que o calendário de reposição de janeiro a março irá trazer, mas não podemos perder de vista que no ano que vem “muita água vai rolar por baixo da ponte” e mais ataques virão com as reformas e projetos que continuam tramitando no Congresso. Além de problemas como a falta de política salarial e de carreira para os Servidores Federais, que acabam nos deixando sem uma perspectiva de médio e longo prazo.

Com a ampliação e continuidade da crise econômica, só com a unidade entre o setor dos federais poderemos arrancar algum resultado. Devemos, portanto, construir esta unidade através da CNESF e tentar definitivamente trazer para a luta unificada as entidades que no passado faziam o movimento unificado com o SINASEFE, mas que se afastaram no último período. Não podemos nos permitir a aceitação passiva em relação à falta dessa unidade, temos a obrigação de fazer esta unidade decolar no próximo ano.

Em relação às nossas principais reivindicações internas, temos tido toda dificuldade em poder participar das negociações sobre a Reestruturação das Carreiras Docentes, devido ao boicote do secretário de Recursos Humanos, Duvanier Paiva. Também não temos conseguido construir e manter uma parceria com a FASUBRA para a discussão do PCCTAE e dos problemas do segmento Técnicos Administrativo. Inclusive não existe qualquer perspectiva de reajuste ou acréscimo salarial para os TAEs em 2012; nem os míseros 4% .

Em relação à pauta do MEC, algumas tentativas dessa DN ainda não trouxeram de volta à mesa os itens propostos durante a greve e, portanto, não se apresentam como itens a serem encaminhados junto à nossa categoria e às nossas instituições no próximo período. O que é muito ruim, até porque o MEC demonstrava durante as negociações que tinha toda a disposição de implementar aqueles itens, independentemente do acordo com o MPOG. Parece-nos que o Duvanier está fazendo escola no governo Dilma.

Enfim, o que podemos dizer em uma data tão importante como esta, é que já estivemos em momentos ainda mais tensos e difíceis e foi exatamente a nossa unidade e nosso Sindicato Nacional que se transformou na verdadeira ferramenta de mudança da nossa realidade. A LUTA CONTINUA COMPANHEIROS (AS)!