Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias
À Chapecoense e a Chapecó, com nosso respeito e carinho
Publicado por Mário Júnior - Ter, 29 nov. 2016 10:51
O SINASEFE NACIONAL vem a público manifestar sua consternação e solidariedade à cidade de Chapecó e aos sindicalizados do estado de Santa Catarina devido ao trágico acidente aéreo que vitimou quase toda a delegação da Associação Chapecoense de Futebol e 21 profissionais de imprensa que estavam no voo que conduzia o time à final da Copa Sul-Americana, em Medellín, na Colômbia.

A comoção que toma conta do país e do mundo nessas primeiras horas do dia 29 de novembro é compartilhada também por nós, que acompanhávamos - não como movimento sindical organizado, mas dentro de nossas vidas privadas - a trajetória aguerrida e vitoriosa da equipe da Chapecoense, que fez uma boa campanha no Campeonato Brasileiro deste ano e chegou, com méritos, à final de uma competição continental, representando desportivamente o Brasil na decisão do evento.

De alguma forma, todos nós seríamos Chapecoense nessa decisão que aconteceria amanhã (30/11). Tristemente, por motivos que não queríamos que tivessem acontecido, todos nós somos Chapecoense hoje, neste dia que nos é muito caro e decisivo para uma luta que definirá os próximos 20 anos de nossas vidas.

É um dia triste para sermos qualquer coisa que não nós mesmos - trabalhadores cercados de ataques aos nossos direitos por todos os lados.

Mas é um dia para lembrar do legado que essa equipe da Chapecoense nos deixou. Uma equipe com orçamento reduzido em relação aos clubes mais tradicionais - devido ao modelo concentrador e elitista de divisão de cotas financeiras do futebol brasileiro - que lutou e não só permaneceu na elite do futebol nacional e chegou à final da Copa Sul-Americana 2016, mas demonstrou bom futebol.

A Chape, sem a grife tradicional dos grandes clubes, realizou mais do que se esperava dela na atual temporada do futebol. Que nós, tão massacrados pelo governo e tão invizibilizados pela imprensa, demonstremos esse mesmo espírito aguerrido em busca dos nossos objetivos e bandeiras de luta.

Sim, sejamos todos Chapecoense: lutemos contra as probabilidades e façamos mais do que nossos adversários esperam de nós. Sigamos esse bom exemplo desportivo de superação e levemos o mesmo às ruas, hoje e em todos os próximos dias de enfrentamentos que virão.

Força, Chapecó! Obrigado, Chapecoense!
Última atualização em Sex, 02 dez. 2016 18:44