Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias
Bases do SINASEFE foram às ruas contra os ataques do governo
Publicado por Mário Júnior - Qui, 30 jun. 2016 20:44
Os trabalhadores das nossas bases e Seções Sindicais atenderam o chamado do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasef) e foram às ruas em todo o país no Dia Nacional de Lutas da categoria, que foi realizado em 16 de junho.
Manifestações, panfletagens, paralisações e assembleias de base foram as principais atividades realizadas, mobilizando milhares de servidores e denunciando à sociedade os ataques de Michel Temer aos serviços públicos - principalmente os que estão contidos no PLP 257/2016.

GIRO PELO PAÍS
O Dia Nacional de Lutas do último dia 16 foi convocado pelo Fonasef em maio, como parte das ações da Campanha Unificada 2016 dos Servidores Públicos Federais (SPF). O Boletim Informativo de junho do Fórum trazia todas as informações sobre o evento, que previa atividades na capital federal e nos estados.

BRASÍLIA-DF
Em Brasília-DF foi realizada uma grande manifestação contra os ataques aos serviços públicos e em defesa dos direitos dos trabalhadores, na Esplanada dos Ministérios, que se unificou ao ato de abertura do II Encontro Nacional de Educação (ENE) e levou mais de 3 mil lutadores às ruas da capital do país.
Pela noite, mais uma Reunião Ampliada do Fonasef aconteceu no Hotel Brasília Imperial, reunindo quase 70 participantes de nove entidades diferentes. Nela foram debatidas as próximas etapas da Campanha Unificada 2016. O SINASEFE NACIONAL e várias das nossas Seções estiveram presentes em ambas as atividades.
BOA VISTA-RR
Na capital roraimense, Boa Vista, foi realizado um ato que teve como pauta principal a luta contra o PLP 257/2016. Participaram da atividade servidores da Educação Básica Estadual, do IFRR, da UERR e da UFRR.
CAMPINA GRANDE-PB
A cidade que neste mês de junho realiza "o maior São João do mundo" viu o campus do IFPB paralisar suas atividades, além da realização de um debate entre os servidores sobre a conjuntura nacional e local.
MACEIÓ-AL
Já em Maceió-AL os servidores públicos realizaram uma panfletagem no centro da cidade, além de fazerem intervenções ao microfone contra os ataques à classe trabalhadora desferidos pelo governo. A base do Sintietfal-AL marcou presença na atividade.
RIO DE JANEIRO-RJ
A capital fluminense teve suas ruas tomadas por um grande ato dos servidores da saúde e educação. Milhares de trabalhadores e estudantes tomaram as ruas, levando faixas, cartazes e piquetes contra o ajuste fiscal, contra o PLP 257/2016, contra a cultura do estupro e contra o rito do impeachment - pedindo o "fora Temer".
Antes do ato, centenas de servidores da base do Sindscope-RJ participaram de uma assembleia local.
SÃO LUÍS-MA
Em São Luís-MA uma mobilização unitária levou às ruas nossas bases do Sinasefe Maracanã e Monte Castelo, que participaram de ato público em frente ao prédio do Ministério da Fazenda.
Diversas intervenções ressaltaram a importância da organização dos trabalhadores, seja do serviço público, seja da iniciativa privada, para se contraporem aos ataques vindos dos patrões e dos governos. Além das nossas duas Seções Sindicais, estiveram presentes na atividade o Andes-SN, a Apruma-SS, a CSP-Conlutas, o Sintrajufe-MA e o Sintsprev-MA.
VENÂNCIO AIRES-RS
A "capital nacional do chimarrão", Venâncio Aires-RS, também participou do Dia Nacional de Lutas dos SPF: nossa base do IF Sul fez uma paralisação e um grande ato nas ruas da cidade, com faixas em defesa da Educação Pública. Uma Carta Aberta foi elaborada dias antes pelo movimento local.
CONTINUIDADE DA CAMPANHA
Agora, passado o vitorioso 16 de junho, o movimento ganha novo fôlego para que a Campanha Unificada 2016 dos SPF siga adiante.
As entidades do Fonasef - dentre elas o nosso Sindicato Nacional - já traçam as próximas ações conjuntas do funcionalismo federal na luta por valorização, contra os ataques e contra o governo Temer.
Uma reunião que debateu a formulação de propostas para a agenda de mobilizações a partir do próximo mês foi realizada na última terça-feira (28/06). No dia 12/07 um novo encontro deve consolidar as propostas lançadas e transformar as mesmas em convocações às bases para novas atividades políticas. Fique atento!
LEIA TAMBÉM
Confira a matéria da CSP-Conlutas, nossa Central Sindical e Popular, sobre as atividades de 16 de junho por todo o país:
SOBRE A CAMPANHA UNIFICADA 2016
Última atualização em Qui, 30 jun. 2016 23:00