Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias
Sinasefe IFMG e Retep realizarão 1º Seminário de Educação Tecnológica e Extensão Popular em julho
Publicado por Mário Júnior - Ter, 07 jun. 2016 12:30
alt
O Sinasefe IFMG-MG e a Rede Tecnológica de Extensão Popular (Retep) estarão promovendo, nos dias 1 e 2 de julho de 2016, o 1º Seminário de Educação Tecnológica e Extensão Popular, que acontecerá na cidade de Ouro Preto-MG. O evento conta com o apoio do Sinasefe Litoral-SC, do campus Ouro Preto do IFMG (que sediará o Seminário) e do Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos da UFOP (Assufop).

SOBRE A RETEP E A EXTENSÃO POPULAR
A Retep é um movimento articulado entre os campi que constituem a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (EPCT) - da qual fazem parte os Institutos e Centros Federais de Educação, Ciência e Tecnologia - a partir da unidade de ações coordenadas, envolvendo estudantes, técnico-administrativos e docentes, e dos núcleos e grupos de pesquisa e extensão sob a perspectiva do aperfeiçoamento e/ou desenvolvimento de ações integradas entre as instituições públicas de ensino tecnológico e as comunidades e populações carentes.
Integrando o ensino, a pesquisa e a extensão, a Retep objetiva tornar o conhecimento científico e tecnológico uma ferramenta com potencial de transformar a vida dessas comunidades, visando superar o ciclo vicioso da dominação e alienação política, da subserviência, da desigualdade e da miséria social determinados pelo modo de produção capitalista e perpetuados pelas relações sociais vigentes.
O evento se pauta no reconhecimento da Retep como possibilidade real de aproximação e efetiva relação entre as instituições de ensino públicas e a classe trabalhadora, garantindo a essas o protagonismo na busca de superação de suas atuais condições de opressão e exploração. Dessa forma a Extensão Popular aponta para o fortalecimento de uma educação pública, de qualidade e popular que, ao mesmo tempo em que constrói entre os movimentos populares e o ambiente escolar, fortalece os laços políticos e o sentimento de pertencimento e unidade entre ambos.

PROGRAMAÇÃO
1 de julho (sexta-feira)
19h15min - Mesa de abertura: "A Educação Tecnológica: Desafios, Perspectivas e a Extensão Popular
Palestrantes: Gaudêncio Frigotto (UERJ) e Mauro Iasi (UFRJ)

2 de julho (sábado)
8 horas - Mesa: "A Relação entre Estado, Projetos Educacionais e Capital"
Palestrantes: André Martins (UFJF), José Geraldo Pedrosa (Cefet-MG) e Maurício Guimarães (IFMG)
14 horas - Mesa: "Ciência e Tecnologia e sua Relação com a Extensão Popular"
Palestrantes: Clarissa Rodrigues (UFOP), José de Melo Netto (UFPB) e representação do Movimento dos Atingidos pela Barragem (MAB)
Última atualização em Qua, 08 jun. 2016 16:32