Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias
Entidades do Fonasef denunciam PLP 257/2016 em Brasília-DF
Publicado por Ascom Sinasefe - Qui, 14 abr. 2016 14:04

Dezenas de organizações que compõem o Fórum das Entidades Nacionais de Servidores Públicos Federais (Fonasef) participaram na manhã desta quinta-feira (14/04) de um ato público denunciando o Projeto de Lei nº 257/2016. Além das entidades do Fonasef, o Movimento de Resistência Popular (MRP) também se somou à atividade, realizada às portas do Ministério da Fazenda, na Esplanada dos Ministérios em Brasília-DF.


Representantes das entidades se concentraram às portas do órgão, aguardando a chegada das delegações e apresentando seus informes sobre os atos realizados em outras cidades (Rio de Janeiro-RJ, Natal-RN, Florianópolis-SC e São Paulo-SP).


Em suas falações as entidades (sindicatos nacionais, centrais sindicais e movimento popular) destacaram a importância da mobilização dos trabalhdores em nível federal, estadual e municipal para barrar o projeto. Williamis Vieira, coordenador geral do SINASEFE, além de fazer um breve histórico dos ataques do governo aos servidores (terceirizações, congelamentos salariais etc) chamou atenção para necessidade de fortalecer o ato previsto para o próximo 1º de maio, na capital paulista. Confira aqui a chamada do SINASEFE para esta atividade.

Campanha Unificada

Esta foi a primeira atividade pública da Campanha Unificada 2016, organizada no âmbito do Fórum das Entidades Nacionais de Servidores Públicos Federais (Fonasef), que se encontra periodicamente na capital federal e reúne entidades de diversos segmentos de SPF. Acesse aqui as reiveindicações apresentadas pelo Fórum ao governo no último dia 16 de março. Leia também a Carta dos SPF aos parlamentares.

PL 257/2016

Batizado de pacote anti-serviço público, o texto prevê congelamento salarial, suspensão da admissão ou contratação de pessoal, redução do quadro de pessoal do funcionalismo público por meio de programas de demissões voluntárias, dentre outras. A Direção Nacional do SINASEFE divulgou no último dia 08 de abril seu posicionamento de repúdio ao Projeto de Lei nº 257/2016: "É chegada a hora de demonstrarmos com clareza que não vamos tolerar esse golpe contra nossos direitos e conquistas históricas. Façamos de nossa indignação, ação. Não é hora de hesitação, às ruas companheiros, a história nos julgará amanhã pelo que fizermos agora", destaca o colegiado. Leia a nota completa.


Confira mais imagens do ato aqui.

Última atualização em Sex, 15 abr. 2016 13:01