Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias
Seminário contra os ataques à Educação contou com a participação de mais de 80 sindicalizados
Publicado por Mário Júnior - Seg, 14 dez. 2015 15:00
No último sábado (12/12), mais de 80 técnico-administrativos e docentes das bases do SINASEFE estiveram presentes em Brasília-DF para participar do Seminário Nacional Contra os Ataques do Governo Dilma à Educação Pública. O evento foi realizado no Carlton Hotel, sob a coordenação da pasta de Políticas Educacionais e Culturais do SINASEFE, e antecedeu os debates da 139ª PLENA do nosso Sindicato.

ABERTURA
O início do evento remeteu aos debates do Seminário do dia anterior, focado na temática das carreiras de docentes e técnicos e dos assuntos de aposentadoria dos Servidores Públicos Federais (SPF).
A mesa agendada debateria previdência com a professora da UFRJ Sara Granemann, mas devido a um problema de saúde a palestrante não esteve presente e uma atividade autogestionada pelos participantes foi realizada, mantendo-se a temática de previdência pública e da Fundação de Previdência Complementar dos SPF (Funpresp).

ADIN
Neste espaço inicial do Seminário, após a veiculação de uma palestra gravada recentemente pela professora Sara Granemann via YouTube, o coordenador da pasta docente do SINASEFE, Fabiano Faria, fez uma intervenção esclarecendo dos passos tomados até o momento para a construção da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) contra a Lei 13183/2015, que prevê a adesão automática de novos servidores à Funpresp.
A ação, que será impetrada pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), nasceu de uma iniciativa do SINASEFE em articular as entidades classistas dos SPF contra a automatização do ingresso ao fundo de pensão.

ASPECTOS CONSERVADORES E PRIVATIZANTES
Na parte da tarde, foi a vez do ponto alto do Seminário: a mesa sobre os aspectos conservadores e privatizantes que ameaçam a qualidade da Educação no Brasil. O debate, mediado pelo coordenador geral do SINASEFE Carlos Magno, contou com quatro palestrantes: Fabiano Faria (docente do IFRJ), Fabrício Tavares (docente do Ifal), Magda Furtado (docente do Colégio Pedro II) e Nei Fonseca (docente do IF Sul).
Fabiano abriu as intervenções, abordando o crescimento na esfera política das chamadas "legendas de aluguel", que trouxeram consigo o aumento da bancada fundamentalista, militar e ruralista no Congresso Nacional. A articulação desses segmentos entre si tem sido responsável por uma retomada da agenda conservadora no legislativo federal.

Magda Furtado foi a segunda a intervir, apresentando uma crítica ao projeto de Base Nacional Comum Curricular previsto para a reforma do ensino médio. Clique aqui para fazer o download da apresentação de slides utilizada pela docente durante a palestra.

Na continuidade da mesa, o professor de filosofia Nei Fonseca abordou os ataques contidos à autonomia dos docentes no projeto conservador da Escola Sem Partido - ou PL da Mordaça.

E, por fim, Fabrício Tavares - que também é diretor do SINASEFE - fez uma análise da ameaça de gestão da Rede Federal de Educação Básica, Profissional e Tecnológica pelas empresas do "Sistema S", intensificando uma lógica mercantil cada vez mais presente à Educação.

Os debates postados pelos quatro palestrantes geraram uma série de contribuições do plenário durante a abertura para falas dos participantes do Seminário. Contribuições estas que, em maioria, convergiam com o que foi pautado à mesa; posteriormente sendo respondidas no bloco de considerações finais.
II ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO
O desfecho do Seminário aconteceu no início da noite de sábado (12/12), quando o diretor do SINASEFE Anderson Galvão assumiu a mesa para passar os informes sobre a construção do II Encontro Nacional de Educação (ENE 2016), que acontecerá em Brasília-DF, no período de 16 a 18 de junho do ano que vem.
No momento, foi resumida a questão política e estrutural na qual se encontra o ENE após três reuniões da comissão de organização (realizadas em 30 de setembro, 10 de novembro e 9 de dezembro deste ano) e reforçada a importância de manutenção do SINASEFE na construção efetiva e direta do Encontro.
Em seguida, os participantes seguiram ao coffee break de encerramento do Seminário, que ocorreu em clima de harmonia e festividade.

LANÇAMENTO DE CAMPANHA
A Campanha do SINASEFE Contra os Ataques do Governo Dilma à Educação Pública, aprovada pelos delegados da 138ª PLENA, fez o lançamento físico dos seus materiais: adesivos, cartazes e panfletos.
As Seções Sindicais presentes ao Seminário tiveram acesso a uma quantidade de impressos. Lembramos que todo o conteúdo encontra-se disponível para download e impressão das bases que queiram reproduzir os materiais: clique aqui para conferir.
CREDENCIAMENTO
Estiveram presentes ao Seminário contra os ataques à Educação 89 sindicalizados.

FOTOS
Clique aqui para conferir o álbum de fotos do evento. 39 imagens do Seminário estão disponíveis em nosso site.

COBERTURA AO VIVO
Veja as peças da cobertura ao vivo que foram disponibilizadas em nossas redes sociais durante o Seminário:
TRANSMISSÃO ONLINE
O Seminário também foi transmitido ao vivo por nosso canal de vídeos do YouTube. Confira:
CONTEÚDO RELACIONADO
*Matéria atualizada às 16h40min de 15/12/2015 com adição de link para slides da palestra ministrada por Magda Furtado.
Última atualização em Ter, 15 dez. 2015 15:58