Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias
Em defesa das 30 horas, servidores do IFRN retomam greve!
Publicado por Mário Júnior - Sex, 13 nov. 2015 13:18
Os servidores da base do Sinasefe Natal-RN retomaram na última terça-feira (10/11) a greve local que haviam iniciado em 16 de abril e suspenso em 16 de maio deste ano. A principal bandeira de reivindicação do movimento paredista é a flexibilização da jornada de trabalho dos técnico-administrativos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN).

ASSEMBLEIA
A retomada da greve local de 2015 foi deliberada em assembleia geral da categoria, realizada em 6 de novembro (sexta-feira), na capital potiguar.
Durante o fórum, os servidores debateram as portarias da reitoria do IFRN que regulamentavam os turnos contínuos para os técnicos da Instituição. Com a rejeição dos seus conteúdos, foi aprovado o reinício da greve local que aconteceu no primeiro semestre deste ano. Clique aqui para ler mais sobre a assembleia.

PAUTA
A principal pauta da greve dos servidores do IFRN é a regulamentação da jornada de turnos contínuos para os técnico-administrativos sem restrições, com flexibilização da carga horária semanal em 30 horas.
Essa flexibilização representaria, além de uma melhoria nas condições de trabalho e qualidade de vida da categoria, uma melhor prestação dos serviços à população.
Leia aqui a Carta Aberta dos servidores do Instituto à comunidade escolar e sociedade em geral justificando o reingresso da categoria no movimento paredista.
GREVE ANTERIOR
Como já frisamos no texto acima, a greve local atual não se trata de um movimento novo, mas da retomada de uma paralisação realizada entre abril e maio deste ano.
O movimento foi suspenso em 16 de maio confiando numa postura democrática da reitoria em regulamentar a jornada continuada no IFRN. Como os termos acordados em maio não foram cumpridos pela gestão, a greve foi reiniciada pelos servidores.
Relembre aqui a matéria sobre o início da greve deste ano no IFRN publicada em nosso site.

LUTA PELAS 30 HORAS
A reivindicação pela jornada continuada para os TAE no IFRN já é antiga e tem se tornado bandeira de luta histórica da categoria em sua história recente.
Em 20 de setembro de 2013 houve uma paralisação no Instituto em defesa da jornada de 30 horas, como divulgamos inclusive aqui em nosso website.
Dias antes, em 13 de setembro do mesmo ano, nosso Boletim Eletrônico nº 530 já alertava (em suas páginas 6 e 7) sobre a possibilidade de perda desse direito pelos técnicos do IFRN por conta de uma intervenção indevida do Tribunal de Contas da União (TCU) na autarquia federal.

MAIS INFORMAÇÕES
Acompanhe mais informações sobre a greve local do IFRN no site da Seção Natal-RN: clique aqui para visitá-lo!
Última atualização em Seg, 23 nov. 2015 11:59