Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias da Greve
Mobilização em defesa da Educação Pública reúne centenas e enfrenta repressão
Publicado por Ascom Sinasefe - Ter, 06 out. 2015 10:17

Atingindo 85 dias de movimento paredista nesta segunda-feira (05/10), o SINASEFE se uniu ao Andes-SN para mais uma atividade de denúncia do descaso governamental com os trabalhadores da educação pública. O Dia Nacional de Luta e Mobilização em Defesa da Educação Pública reuniu centenas de educadores e estudantes, que se concentraram às portas do Ministério da Educação (MEC) realizando debates, aulas públicas e, infelizmente, enfrentando a repressão violenta do Estado ao final do evento.


Aulas públicas e debates

As aulas e debates exploraram temáticas importantes como orçamento público e endividamento, tratado por Maria Lúcia Fattorelli, da Auditoria Cidadã da Dívida, e as reformas na Rede Federal de Edcação Básica, Técnica e Tecnológica, tratado pelo professor Valério Arcary do Instituto Federal de São Paulo (IFSP).


Reunião

Além de ser concebida para denunciar o desmonte da Educação e suas consequências, a atividade teve o papel de pressionar o MEC para o atendimento às entidades sindicais e estudantis. O Andes-SN obteve a promessa do ministério de realização de uma audiência nesta segunda (05/10), após a realização de uma manifestação no último dia 24/09.

O secretário da Secretaria de Educação Superior (Sesu/MEC), Jesualdo Farias, comunicou que a audiência não teria como ser realizada, pois a pasta estava sem representante, uma vez que o novo ministro, Aloízio Mercadante, só seria empossado no final da tarde de segunda. Os docentes cobraram então um documento oficial do MEC de que o novo ministro receberia o ANDES-SN tão logo fosse feita a transição do cargo, marcada para quarta-feira (7). No final da manhã, o documento foi entregue, destacando que a "agenda com o Ministro da Educação vai ser reorganizada para atender as diversas solicitações, incluindo a pauta com o ANDES-SN".


Repressão

Na finalização da atividade, quando reuniam as comitivas e materiais para saída do local, trabalhadores e estudantes foram surpreendidos com ação violenta da Polícia Militar, que levou à hospitalização um militante do Comando Nacional de Greve do SINASEFE e detenção de um estudante. Atingido por cassetetes no pulso, ombro e cabeça, Jelder Cerqueira, do IFMT, passou por atendimento médico com a necessidade de sutura e realização de exames de imagem. O SINASEFE tomará providências legais em relação ao ocorrido e repudia a atitude truculenta e desmedida da Polícia Militar.


Confira mais imagens da atividade


*Matéria com informações do Andes-SN