Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias da Greve
Contra o ajuste fiscal: Fonasef e MTST realizam ato em Brasília-DF
Publicado por Ascom Sinasefe - Qui, 24 set. 2015 09:33

Manifestação conjunta de trabalhadores e estudantes nas ruas de Brasília-DF reuniu cerca de 2 mil participantes e marcou esta quarta-feira (23/09). Entidades do Fórum de Entidades Nacionais de Servidores Públicos Federais (Fonasef) se somaram ao Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) na realização de um ato público às portas do ministério da Fazenda, denunciando os prejuízos do ajuste fiscal e reivindicando atendimento das pautas populares e trabalhistas. O movimento ocupou o prédio nas primeiras horas do dia e foi duramente reprimido, no entanto, o ato seguiu nas proximidades do órgão, aglutinando cada vez mais lutadores. A atividade integrou o Dia Nacional de Lutas, conforme noticiado esta semana.


Unidade nas lutas

Fortalecendo as lutas dos trabalhadores, em especial diante do cenário de ataques constantes do governo à classe trabalhadora, a realização de atos conjuntos com outros movimentos populares e estudantis já é comum no âmbito do Fonasef. Durante a Campanha Salarial Unificada 2015 foram realizadas ao menos quatro atividades deste tipo com os demais movimentos sociais.


Marcha em Brasília-DF reforça pautas da Campanha Salarial Unificada

Mais de seis mil participam da Caravana dos SPF em Brasília-DF

Manifesto

Uma comissão com representantes do Fórum dos SPF protocolou uma Carta ao Congresso Nacional, com manifesto público externando a rejeição do Fórum dos SPF ao pacote de ajustes do governo federal, além de pautar o direito a revisão anual dos salários e outros temas. O texto (confira a íntegra aqui) aponta saídas para a crise fiscal que não retirem direitos dos trabalhadores, como a auditoria da dívida pública e a taxação de grandes fortunas.

MST também realizou manifestação

Ainda na Esplanada dos Ministérios, o Movimento Sem Terra(MST) realizou uma manifestação no ministério da Educação para denunciar o fechamento das escolas do campo e a mercantilização da educação pública no país. O grupo também realizou uma marcha e intervenção no ministério da Agricultura, denunciando o uso abusivo de agrotóxicos pelo agronegócio e a destruição ambiental e social que este modelo provoca no campo brasileiro.

alt

*Com informações do MST