Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias da Greve
A greve continua: é fundamental ampliar as mobilizações, pois uma nova etapa da luta se abre!
Publicado por Mário Júnior - Sex, 28 ago. 2015 18:43

Uma das atividades desenvolvidas pela Marcha dos Servidores Públicos Federais de ontem (27/08), em Brasília-DF, foi o bloqueio das entradas do bloco c do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) a partir da madrugada. Como consequência desta "ação surpresa" do movimento, o MPOG recebeu o Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasef). Conseguimos, assim, reverter a posição do governo que, antes do ato, era de não mais receber o Fonasef, além de tentar dividir o movimento, articulando reuniões segmentadas com cada entidade sindical, quando essas entidades sempre buscaram um debate unificado. Demos, portanto, na Marcha de ontem, uma demostração de que só a luta reverterá as posições que o governo toma.

Apesar disso, o governo mantêm, de forma impositiva, sua proposta original, qual seja, 5,5% de reajuste para 2016 e índices menores ainda nos três anos posteriores (5%, 4,75% e 4,5%). Esta posição foi formalizada através de ofício à cada entidade. Porém, com o tom de intransigência já conhecido: ou a entidade assina o "termo de acordo" em torno dessa proposta rebaixada, ou sequer os 5,5% em 2016 será dado à categoria.

Somente uma ampliação das greves no Serviço Público Federal e nas bases do SINASEFE poderão criar novas condições de reverter essa posição de prepotência do Governo Federal para com os servidores. Nesse sentido, na semana de 31 de agosto a 5 de setembro, devemos ampliar as ações nas bases para dar visibilidade ao nosso movimento e desenvolver ações coordenadas junto às bancadas de deputados federais e senadores para ampliar o valor destinado aos reajustes na LDO/2016, revertendo assim os cortes efetivados e anunciados nos investimentos e custeios do orçamento da Educação Federal.

Todas as Seções Sindicais devem convocar assembleias gerais durante essa semana para apreciar o documento do MPOG ao SINASEFE (clique aqui para ter acesso a ele) e indicar as ações estratégicas do movimento, considerando principalmente o prazo imposto pelo governo de que todas as negociações específicas das entidades classistas devem se encerrar até o dia 11 de setembro.

A partir da formalização da proposta do governo federal ao Fonasef, uma nova etapa se abre e um novo calendário nacional de lutas será definido. A partir desse calendário, o Comando Nacional de Greve do SINASEFE definirá a melhor data para convocação da 135ª PLENA, cujo papel será avaliar as proposições do governo para a pauta especifica do SINASEFE e os rumos da greve.

A ação conjunta é fundamental nesse momento, afinal de contas, juntos somos mais fortes!