Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Demissão de metroviários é oficialmente considerada abusiva: readmissão já! PDF Imprimir E-mail
Outras Greves 2014 - Outras categorias
Publicado por Mário Júnior - Sex, 27 jun. 2014 11:27
AddThis

Os metroviários de São Paulo fizeram uma greve de cinco dias, com o objetivo de lutar por melhores condições do transporte público e para os que trabalham diariamente para a mobilidade de milhões de usuários.

Antes que a paralisação fosse realizada, a categoria procurou durante mais de dois meses formas de mobilização alternativas à greve, pedindo catraca livre para todos os usuários com o dia de trabalho gratuito, porém o governo estadual negou qualquer tipo de negociação e diálogo. Para criminalizar o movimento legítimo, colocou a Tropa de Choque da PM contra trabalhadores, demitiu 42 pessoas e bloqueou as contas do sindicato.

Diante dessa arbitrariedade, a Superintendência Regional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) autuou na sexta-feira (13), o Metrô de São Paulo por atitude antissindical, na demissão dos 42 trabalhadores (as). "O Metrô tinha meios jurídicos para fazer valer a decisão do Tribunal Regional do Trabalho. Mandar embora 42 trabalhadores sem nem dizer qual o motivo da justa causa que está sendo alegada é abuso de direitos'', afirmou o auditor do trabalho Renato Bignami ao blog do Sakamoto. O Sindicato dos Metroviários convocou uma assembleia dia 25/06 para debater a exigência de readmissão. Foi lançado também um abaixo assinado virtual exigindo a readmissão, assine aqui e contribua.

Confira também a moção de apoio aos demitidos e a moção de apoio à greve que o SINASEFE encaminhou ao movimento.

Com informações do Sindicato dos Metroviários-SP


AddThis