Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias da Greve
Agora somos 20 unidades federativas em greve: IFB adere ao movimento paredista do SINASEFE!
Publicado por Mário Júnior - Qua, 04 jun. 2014 17:29

Os servidores do Instituto Federal de Brasília (IFB) começam hoje (04/06) a compor o movimento paredista do SINASEFE! Em assembleia geral da categoria, que contou com a presença do Comando Nacional de Greve do SINASEFE, os servidores do campus Samambaia do IFB aprovaram, por ampla maioria, a adesão ao movimento paredista da Rede Federal de Educação Básica, Profissional e Tecnológica, que completa nesta quarta-feira 45 dias.

Dos mais de 40 presentes, 29 votaram favoravelmente à greve, enquanto 10 foram contrários e dois se abstiveram. A construção da paralisação no campus teve início na semana passada, quando o movimento grevista e os trabalhadores da base do IFB se reuniram no dia 30 de maio (última sexta-feita) para debater o cenário atual da paralisação da Rede.

De lá pra cá, outras três reuniões nas bases do IFB foram realizadas, todas contando com a presença do nosso CNG: no dia 3 (terça-feira), pela manhã, em Taguatinga, e pela tarde no Gama; e nesta quarta-feira (4) no campus Planaltina. Em todas as reuniões os trabalhadores se mostraram solidários e com vontade de aderir nosso movimento, agendado assembleias gerais para deliberar acerca do mesmo.

A paralisação terá início na próxima segunda-feira (09/04) e o campus Samambaia somar-se-á às 163 unidades já em paralisação por todo o Brasil, sendo o primeiro do Distrito Federal - em breve lançaremos uma versão atualizada do nosso quadro de greve, agregando o IFB e a Seção Sindical Brasília ao mesmo. Confira aqui fotos da assembleia da tarde de hoje.


Próximos passos do IFB


No próximo dia 11 outras duas reuniões serão realizadas: nos campi Estrutural e São Sebastião. Amanhã (quinta-feira, dia 5 de junho) haverá assembleia no campus Taguatinga e a expectativa é de que também haja a aprovação de greve.

O IFB possui 10 campi e a mobilização está apenas começando: que essa luta contagie outros Institutos e que a nossa greve cresça ainda mais! Que as vozes que hoje gritam "negocia, Dilma!" por todo o país se multipliquem! Vamos à luta!