Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias da Greve
SINASEFE denuncia ausência de democracia e falta de negociação em audiência pública no Senado
Publicado por Mário Júnior - Qua, 14 maio 2014 12:46

alt

O SINASEFE NACIONAL e a nossa Seção Sindical Brasília-DF cumpriram hoje um importante papel e, durante a audiência pública do Senado que debateu a gestão democrática na Rede Federal de Educação, denunciaram aos parlamentares (inclusive com a distribuição de uma Carta Aberta assinada em conjunto com Andes-SN e Fasubra) o quanto ainda estamos atrasados no aspecto da democratização de nossas IFE e como o governo está tratando as reivindicações e as greves hoje existentes na Educação Federal. Confira aqui o relatório da audiência produzido pelo SINASEFE.

A audiência, que teve como tema "A Gestão Democrática Como Modelo na Rede Federal de Ensino", foi presidida pelo Senador Paulo Paim (PT-RS) e contou com a participação do SINASEFE NACIONAL, representado pela coordenadora geral Samanta Maciel; da nossa Seção Sindical de Brasília-DF, representada pelo Coordenador de Política e Mobilização Sindical, Marco Antonio Vezzani; e do Ministério da Educação, representado pelo Diretor de Desenvolvimento da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, Oiti José de Paula.

Além dos debatedores à mesa, o SINASEFE mobilizou vários trabalhadores da sua base, membros da Direção Nacional e do Comando Nacional de Greve para a audiência, que com cartazes levantados denunciavam a inexistência de negociação com o governo e cobravam a abertura de um canal de diálogo. Trabalhadores da base da Fasubra, em greve desde 17 de março, também estiveram presentes à audiência.

Na ocasião, reapresentamos ao Diretor do Ministério da Educação a pauta de reivindicação de nossa greve (leia o ofício aqui), protocolada junto ao MPOG, Presidência da República e ao próprio MEC no dia 12 de março, a qual nos foi respondida de maneira não oficial (sem nenhum documento formal) numa reunião realizada em 26 de março.

Estamos em nosso 24º dia de greve, com mais de 150 unidades aderindo nosso movimento em 19 estados. O governo Dilma precisa respeitar os trabalhadores da educação e abrir diálogo com quem quer negociar: nosso movimento não recuará enquanto isso não acontecer!

Aguarde mais informações sobre a audiência em nosso próximo Informativo de Greve. Veja aqui a matéria do portal R7 sobre o debate.


Cobertura ao vivo


A audiência foi transmitida na internet pela TV Senado, ao vivo. Confira a nossa cobertura via fanpage do Facebook:

  1. Início da audiência
  2. Intervenção de Samanta Maciel (SINASEFE)
  3. Intervenção de Marco Antonio Vezzani (Sinasefe Brasília)
  4. Intervenção de Oiti José de Paula (MEC)
  5. Encerramento da audiência
  6. Álbum de fotos da audiência