Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Começa hoje a greve nas escolas do Rio por tempo indeterminado
Outras Greves 2014 - Outras categorias
Publicado por Mário Júnior - Seg, 12 maio 2014 08:28

Começa nesta segunda-feira (12/05) a greve, por tempo indeterminado, nas escolas estaduais e municipais do Rio. Os trabalhadores, organizados pelo Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe-RJ), já se encontram mobilizados e demonstraram isso na última quarta-feira (07/05), quando 304 profissionais no estado e 1.300 no município faltaram ao trabalho.

A Secretaria Estadual de Educação quer impor uma reunião para hoje com o grupo de trabalho formado durante acordo assinado no Supremo Tribunal Federal (STF) na greve do ano passado. Mas se não houver alteração da data, o Sepe-RJ não vai participar. O Sindicato afirma que o estado tem descumprido o acordo e que há pouco avanço nas medidas adotadas para atender as reivindicações dos trabalhadores desde o fim da greve de 2013.

Segundo o Supremo, a primeira audiência está marcada para as 10h30min, e será destinada ao acordo firmado entre o Sepe-RJ e a Prefeitura. A segunda audiência, prevista para as 14 horas, será referente ao acordo com o estado. Luiz Fux, Ministro do STF, convocou as audiências tão logo soube da deflagração de nova greve por tempo indeterminado, seis meses após o término da última paralisação, que durou 79 dias. O fundamento da nova greve é a alegação de descumprimento do acordo firmado na conciliação realizada pelo Supremo.

O Sepe-RJ já cumpriu a determinação legal para deflagração da greve e notificou o governo do estado e a Prefeitura do Rio na quinta-feira (8). Na próxima sexta-feira (16), uma nova assembleia vai decidir os rumos que serão tomados pela categoria.


Apoio do SINASEFE NACIONAL


O SINASEFE, também em movimento paredista desde 21 de abril, manifesta publicamente seu apoio à greve dos servidores da educação do Rio de Janeiro, que são educadores e trabalhadores como nós e constróem, ombro a ombro, a mesma luta que construímos: por uma educação pública, gratuita, laica, de qualidade e socialmente referenciada.

Assim como já expressamos nosso apoio e solidariedade à greve de 2013 do Sepe-RJ (Boletins 533 e 534), repetimos esse gesto e cobramos que Pezão e Paes, ao invés de se esconderem por trás dos discursos dos meios de comunicação tradicionais, que criminalizam os movimentos, e da covardia da agressão policial, como feito na greve passada, sejam sensíveis e negociem com o movimento, visando o atendimento de uma pauta com a qual já se compremeteram.

Todo apoio às lutas da classe trabalhadora em defesa da educação pública: viva a greve da Fasubra, viva a greve do SINASEFE, viva a greve do Sepe-RJ!


Leia outras informações do Sepe-RJ


Rede municipal de Nilópolis fará greve de advertência de 48 horas nos dias 12 e 13 de maio

Rede municipal de Niterói: greve de 72 horas começa no dia 13 de maio

Com informações do jornal O Dia