Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui:
Seminaristas reforçam: A unidade é principal instrumento para o combate a precarização da educação federal

alt

Representantes das bases do Sinasefe se reúnem hoje (16) e amanhã (17) para participar do Seminário sobre Carreira e Precarização das Condições de Trabalho. Sinasefe, Andes e Fasubra interagem em palestras durante o Seminário com a pretensão de que as três entidades representativas das categorias docente e TAE formulem pauta única de reivindicações para o ano de 2013.

Compuseram a mesa pela manhã deste sábado, o coordenador geral Shilton Roque, o diretor do Sinasefe David Lobão, o coordenador de política social e gênero da Fasubra Rogério Marzola e o vice-presidente do Andes Luiz Henrique Schuch.

A Fasubra recordou os ataques contra os trabalhadores como o Acordo Coletivo Especial, o combate à privatização da saúde pública pela EBSERH, bem como o tratamento indigno que os servidores aposentados têm enfrentado.

Os representantes do Sinasefe na mesa do Seminário descreveram a falta de condições mínimas para trabalhar a partir da expansão da rede federal de ensino, que envolve servidores dos institutos e universidades. Muitos campi são inaugurados sem a análise do Consup de cada instituição, portanto desconsideram as condições estruturais e de recursos humanos para seu ideal funcionamento. Há a necessidade das Seções Sindicais documentarem os dados desta expansão que fora paralisado, para que o Sinasefe munido de dados reais negocie com o governo esta precarização exacerbada da educação.

O Sinasefe destacou que a partir da unificação das entidades será possível identificar as problemáticas comuns enfrentadas pelos trabalhadores, como programas governamentais sendo implementados na rede federal dos IFE, Colégio Pedro II e Colégios Militares: PRONATEC, Mulheres Mil. Esta interação possibilitará também o combate à situações políticas e/ou falta de transparência, autoritarismos no ambiente escolar, que prejudicam as condições de trabalho e reduzem a qualidade da educação brasileira.


O Andes reforçou que estas questões não são discutidas e muitas vezes são evitadas dentro das instituições de ensino, como uma prática comum e esta situação precisa ser revertida. Com a expansão, passaram-se anos dessa década com dificuldade de nos identificarmos como categoria e este fato começou a se dissipar a partir da greve geral de 2012.

Ainda hoje haverá a palestra sobre “A expansão da Rede nas Bases do Sinasefe (Troca de experiências e informações das bases)”, “A regulamentação da Carreira Docente (Comissão Nacional Docente do Sinasefe – CND e Andes)”. No domingo (amanhã) haverá debates acerca dos Grupos de Trabalho dos TAE com o governo (Comissão Nacional Superior e Fasubra). Veja as fotos no perfil do Sinasefe no Facebook: http://www.facebook.com/sinasefe.nacional

alt