Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui:
Sindicato se solidariza com MST e denuncia repressão
Publicado por Ascom Sinasefe - Qui, 13 dez. 2018 17:59

Reafirmando sua solidariedade de classe, o SINASEFE denuncia o assassinato de José Bernado da Silva, conhecido como Orlando, e Rodrigo Celestino, ambos dos militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Os crimes aconteceram no acampamento Dom José Maria Pires, localizado em Alhandra-PB, no último sábado (08/12). O sindicato se reuniu com a direção nacional do movimento nesta segunda-feira (10/12) e debateu a importância de ações conjuntas das entidades, em especial na conjuntura em tela.


Atividades em Brasília-DF

Além da reunião com a direção do MST, o SINASEFE participou de uma atividade de análise de conjuntura do movimento realizada nesta quarta-feira (12/12) em Brasília-DF. "Eles agem para nos matar, mas nós não combinamos morrer" foi a tônica da mística apresentada na abertura do evento, que reuniu dirigentes e amigos do MST-DF.


Escola Nacional de Formação Florestan Fernandes

A possibilidade do SINASEFE realizar sua próxima plenária nacional no espaço da Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF), também foi debatida nesta semana. Fundada há mais de 10 anos, a escola tem estrutura física para receber mais de 500 pessoas e oferece diversas atividades de formação política na região metropolitana de São Paulo. Confira aqui mais informações sobre a ENFF.


Solidariedade ativa

As notícias sobre a repressão são das piores, de acordo com o MST, passa de 150 o número de militantes sob ameaça. Desde a eleição de Bolsonaro o movimento já enfrentou mais de seis despejos violentos (inclusive com a presença de capangas fortemente armados).

Não vamos nos calar diante desta ofensiva contra os trabalhadores e contra suas entidades organizativas. Convocamos a militância, e todos os que defendem os trabalhadores e trabalhadoras a denunciar a atual repressão e os assassinatos em decorrências de conflitos no campo.

Toda solidariedade às famílias de Orlando e Rodrigo!

Toda solidariedade ao MST!


*Matéria editada em 14/12/2018, às 13h45min