Estrutura



DIREÇÃO NACIONAL - BIÊNIO 2009-2011  

COORDENAÇÃO GERAL:
Silvio de Jesus Rotter – ATEFCE
Ney Robson Fialho Bezerra – SINTEF-PB
Elane de Souza Mafra – MANAUS

COORDENAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS:
SECRETÁRIA GERAL:Tânia Maria Barbosa Guerra – PELOTAS
1º TESOUREIRO: Clério Lucas Guaitolini – VITÓRIA
2º TESOUREIRO: Nilton Gomes Coelho – SINTIETFAL

COORDENAÇÃO DE PESSOAL:
DOCENTE: Adamor Trindade Ferreira – SINDSCOPE
TÉCNICO-ADM. Volmir Marcos Lima – SERTÃO
APOSENTADA: Zelina Pinheiro Machado – CONCÓRDIA

COORDENAÇÃO DE COMUNICAÇÃO:
SECRETÁRIO: Raimunda Alves Silva – MANAUS
SECRETÁRIA-ADJUNTO: Maria Aparecida da Silva Rodrigues - P.BUENO-RO

COORDENAÇÃO DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS E CULTURAIS:
SECRETÁRIO: Joílson Cruz da Silva – SALVADOR
SECRETÁRIO-ADJUNTO: José de Araújo Pereira – CARIRI

COORDENAÇÃO DE FORMAÇÃO POLÍTICA E RELAÇÕES SINDICAIS:
SECRETÁRIA: Carmem Lúcia Werneck – BARBACENA
SECRETÁRIO-ADJUNTO: Irany Castro Balbino – SÃO PAULO

COORDENAÇÃO JURÍDICA E RELAÇÃO DE TRABALHO:
SECRETÁRIO: Eduardo Carvalho de Moraes – BELÉM
SECRETÁRIO-ADJUNTO: William do Nascimento Carvalho – SINDSCOPE

SUPLENTES DA DIREÇÃO NACIONAL:
Arnoldo de Souza Marques – FLORIANÓPOLIS
Frank Wagner Alves Carvalho – IGUATU
Gilda Suely Oliveira – RIO VERDE
Jucelino Sebastião de Jesus Côrtes – SERGIPE
Lindeir da Lapa Malaquias – OURO PRETO
Reginaldo Flexa Nunes – VITÓRIA
Ricardo Scopel Velho – RIO DO SUL
Roni Rodrigues da Silva – CUIABÁ

Conselho Fiscal:
TITULARES:
Aldemir Versani Souza Callou – CUBATÃO
Leandro de Oliveira Garcia – JATAÍ-GO
Álvaro Fernando Luz – FLORIANÓPOLIS
SUPLENTES:
Jaime Pessanha Tavares – SS CAMPOS
Geraldo Bernardo Abrantes – SS NATAL



topo



SEDE

SCS QD 02 BL C SL 109/110 Ed. Serra Dourada
CEP 70.300-902 Brasilia DF.

Tel.: (61) 2192-4050
Fax: (61) 2192-4095

topo




ORGANIZAÇÃO

O SINASEFE está organizado em 67 Seções Sindicais e representa cerca de 20 mil docentes e técnicos administrativos sindicalizados, de um universo de 25 mil trabalhadores e trabalhadoras lotados nas Escolas Agrotécnicas e Técnicas Federais, Centros Federais de Educação Tecnológica e Colégio Pedro II do Rio de Janeiro.

As Seções Sindicais integram o sindicato nacional e têm regimento próprio, autonomia política, administrativa, econômica, financeira e patrimonial. Cada uma delas é constituída por, no mínimo, vinte servidores e possui direção eleita, com mandato de dois anos.Sua jurisdição é uma Instituição Federal de Educação Básica ou Profissional, mas poderá terá sua base territorial estendida para mais de uma unidade. Os servidores das Unidades de Ensino Descentralizadas e de outras similares também podem constituir Seção Sindical.

As Seções Sindicais repassam 20% daquilo que arrecadam para a instância nacional. Em 1996, foi aprovada em congresso a possibilidade de filiação de sindicatos locais, equiparando-os às Seções Sindicais, como é o caso do SINDISCOPE E DO SINTEF Paraíba e Goiás.

A instância máxima de deliberação do SINASEFE é o Congresso - CONSINASEFE, constituído pelos delegados/as das Seções Sindicais escolhidos em assembléias gerais, com direito a voz e a voto, além de observadores (qualquer sindicalizado, com direito a voz, mas não a voto) e convidados. O CONSINASEFE reúne-se ordinariamente no último trimestre de cada ano, ou extraordinariamente segundo regras do Estatuto da entidade, e elege, a cada dois anos, a Direção Nacional, além do programa de trabalho do biênio.

A PLENÁRIA NACIONAL (PLENA) é formada por dois delegados de cada seção sindical, sendo um representante da diretoria e outro da base, eleito em assembléia. Da PLENA participam também os membros da Direção Nacional, sem direito a voto. Reúne-se sempre que o momento exigir.

A DIREÇÃO NACIONAL (DN) do SINASEFE é um plenário colegiado de 27 membros, sendo 20 efetivos e setesuplentes, que administra a entidade e coordena suas ações, de acordo com as orientações e decisões tomadas pelo Congresso e Plena. É assegurada a representação de docentes, técnicos administrativos e aposentados. Atuam na elaboração de estudos e no apoio à DN os grupos de trabalho (GT) especializados por tema: GT Carreira, GT de Políticas Educacionais, GT de Gênero, Raça e Etnia, GT Saúde e Previdência e outros que venham a ser criados.

topo



BANDEIRAS E LUTAS

A missão do SINASEFE é a defesa dos interesses corporativos da categoria que representa e a luta em defesa da educação pública de qualidade, gratuita e laica, com referência social e em consonância com os interesses da classe trabalhadora. Missão indissociável da liberdade de pensamento como direito inalienável do cidadão e que tem como compromissos desenvolver, organizar e apoiar, nos aspectos políticos, educacionais, econômicos, sociais e culturais, todas as ações que visem às conquistas de melhores condições de vida e de trabalho.

O SINASEFE promove a unidade dos servidores ativos e aposentados e a solidariedade entre os Servidores Federais da Educação Básica e Profissional, desenvolvendo e fortalecendo a consciência de classe. Entre seus compromissos, está a luta pela unificação internacional da classe trabalhadora, visando a construção de uma sociedade socialista e a luta em defesa do meio ambiente e da qualidade de vida.

Entre suas prioridades, o SINASEFE tem aprovada, desde o CONSINASEFE de Natal, em 1994, a proposta de uma carreira única, com dois cargos: de técnico administrativo em educação e de professor. E, ainda, a incorporação das gratificações, admissão pelo Regime Jurídico Único e plena autonomia e liberdade de organização.

A luta pela reforma e valorização da Educação Profissional, adequando-a ao extremo dinamismo que requer e sob os valores acima enunciados, é outra de nossas bandeiras de luta, em que se inclui a revogação do Decreto 2.208/97, que instituiu uma distorcida e inadequada "Reforma da Educação Profissional", pois que meramente utilitarista e inibidora da verdadeira democratização do conhecimento e seu corolário de acesso ao mercado de trabalho digno.

Nesse sentido, irmanado a outros movimentos sindicais e da sociedade organizada, o SINASEFE busca alternativas institucionais que contribuam para com seus objetivos, organizando e mobilizando seus filiados e demais setores sociais em busca de legislação e regulamentação do setor compatível com sua orientação estatutária.

A nova sistemática proposta pelo atual governo de centralizar as negociações com Servidores Públicos Federais SPF's na Mesa Nacional de Negociação Permanente, embora possibilite o estabelecimento de mesas temáticas de interesse específico do SINASEFE, não elimina a união com demais setores do funcionalismo federal para ações comuns, como no caso da campanha salarial e outros. Ou, como no caso da carreira única, que continuemos a construir em conjunto com a Fasubra.

O que justifica a participação do SINASEFE na Coordenação Nacional das Entidades de Servidores Públicos (CNESP), uma intersindical que busca a unificação das lutas dos vários sindicatos, e revela a importância de uma ação unificada na negociação com o governo federal. Mas a atuação nesse fórum não se contrapõe a uma opção pela integração do SINASEFE em um ramo geral dos trabalhadores da educação da CUT. Estamos filiados à Coordenação Nacional de Lutas (Conlutas) e à Confederação de Educadores Americanos (CEA), da qual ocupamos a 2ª Secretaria da Direção Executiva dessa entidade que representa 4,5 milhões de trabalhadores do continente Americano.

Filiado à Confederação dos Educadores Americanos (CEA)

 

topo